Tidyverse

Meus 2 Centavos: análise das notas

Tiago Belotti do canal do YouTube Meus 2 Centavos é o meu crítico de cinema favorito. Gasto uma quantidade de tempo que não me orgulho vendo os vídeos desse ser maravilhoso. Nesse post mostro como obtive as notas dele para verificar uma dúvida que estava me corroendo...

Continue lendo

Unindo mapas: the tidy way

Hoje mais uma vez fui salvo por uma feature pensada no universo tidy. Dessa vez, o grande culpado foi o sf, um pacote ainda em estágio de desenvolvimento mas que já considero pacas...

Continue lendo

brcrimR

brcrimR é um pacote para baixar e processar informações divulgadas pelas secretarias de segurança pública do Brasil. Neste post, apresentamos as funcionalidades do pacote aplicadas ao estado de São Paulo.

Continue lendo

Comportamentos imprevisíveis do lubridate

R é uma linguagem maravilhosa. Ela possibilita uma ampla gama de aplicações interessantes. O seu maior trunfo está no rico ecossistema de pacotes, que são desenvolvidos e mantidos pela comunidade, sempre criativa na hora de lidar com os problemas. Entretanto, toda essa facilidade cobra um preço. Neste post vamos aprender que às vezes os programas não fazem exatamente o que estão dizendo que fazem.

Continue lendo

Arrumando BDs: nome das variáveis

Neste post, mostraremos uma forma rápida para padronizar os nomes das variáveis de uma base de dados, deixando-os mais adequados para o restante da análise.

Continue lendo

Medidas-resumo no tidyverse

Hoje estava fazendo uma análise exploratória e precisava estudar os quartis de uma variável contínua. A solução usando o tidyverse é tão elegante que valeu um post no blog.

Continue lendo

Manifesto tidy

O manifesto das ferramentas tidy do Hadley Wickham é um dos documentos mais importantes sobre R dos últimos tempos. Esse documento formaliza uma série de princípios que norteiam o desenvolvimento do tidyverse. O tidyverse, também chamado por muitos de hadleyverse, é um conjunto de pacotes que, por compartilharem esses princípios do manifesto tidy, podem ser utilizados naturalmente em conjunto. Pode-se dizer que existe o R antes do tidyverse e o R depois do tidyverse.

Continue lendo